Share



O que muito hoje a humanidade necessita? Refletir...
Precisa buscar ajuda... Permitir-se intuir...
Encontrar caminhos para si e fazer-se companhia
Apoiar-se em Deus, dar créditos aos seus
Reencontrar-se com a VIDA e a POESIA.

É um convite a pensar, conversar
Meditar com palavras explícitas
Implícitas experiências do Coração
Dar mais um espaço à EMOÇÃO!
"...a POESIA é para comer, senhores..."


8/26/2017

Sonho impossível....



Sonhar 
Mais um sonho impossível
Lutar 
Quando é fácil ceder
Vencer 
O inimigo invencível
Negar 
Quando a regra é vender

Sofrer 
A tortura implacável
Romper 
A incabível prisão
Voar 
Num limite improvável
Tocar 
O inacessível chão

É minha lei, é minha questão
Virar este mundo, cravar este chão
Não me importa saber
Se é terrível demais
Quantas guerras terei que vencer
Por um pouco de paz

E amanhã se este chão que eu beijei
For meu leito e perdão
Vou saber que valeu
Delirar e morrer de paixão

E assim, seja lá como for
Vai ter fim a infinita aflição
E o mundo vai ver uma flor
Brotar do impossível chão


______________________ 
Versos da canção Sonho Impossível 
(The impossible dream, 1965Joe Darion - Mitch Leigh )
Versão em português: Chico Buarque - Ruy Guerra

Fonte: Google imagens

8/25/2017

"Olhai os lírios do campo..."


"...Precisamos, entretanto, dar um sentido
 humano às nossas construções.  
E quando o amor ao dinheiro, ao sucesso, 
nos estiver deixando cegos, 
saibamos fazer pausas 
para olhar os lírios do campo 
e as aves do céu."
__Érico Veríssimo


        "Estive pensando muito na fúria com que os homens se atiram à caça do dinheiro.  É essa a causa principal dos dramas, das injustiças, da incompreensão da nossa época.  Eles esquecem o que têm de mais humano e sacrificam o que a vida lhes oferece de melhor: as relações de criatura para criatura.  De que serve construir arranha-céus se não há mais almas humanas para morar neles?

          Quero que abras os olhos, Eugênio, que acordes enquanto é tempo.  Peço-te que pegues a minha Bíblia que está na estante de livros, perto do rádio, leias apenas o Sermão da Montanha.  Não te será difícil achar, pois a página está marcada com urna tira de papel.  Os homens deviam ler e meditar esse trecho, principalmente no ponto em que Jesus nos fala dos lírios do campo, que não trabalham nem fiam, e no entanto nem Salomão em toda a sua glória jamais se vestiu como um deles.

          Está claro que não devemos tomar as parábolas de Cristo ao pé da letra e ficar deitados à espera de que tudo nos caia do céu.  É indispensável trabalhar, pois um mundo de criaturas passivas seria também triste e sem beleza.  Precisamos, entretanto, dar um sentido humano às nossas construções.  E quando o amor ao dinheiro, ao sucesso, nos estiver deixando cegos, saibamos fazer pausas para olhar os lírios do campo e as aves do céu.(*)

          Não penses que estou fazendo o elogio do puro espírito contemplativo e da renúncia, ou que ache que o povo deva viver narcotizado pela esperança da felicidade na "outra vida".  Há na terra um grande trabalho a realizar.   É tarefa para seres fortes, para corações corajosos.  Não podemos cruzar os braços enquanto os aproveitadores sem escrúpulos engendram os monopólios ambiciosos, as guerras e as intrigas cruéis.  Temos de fazer-lhes frente.

           É indispensável que conquistemos este mundo, não com as armas do ódio e da violência e sim com as do amor e da persuasão.  Considera a vida de Jesus.  Ele foi antes de tudo um homem de ação e não um puro contemplativo.

          Quando falo em conquista, quero dizer a conquista duma situação decente para todas as criaturas humanas, a conquista da paz digna, através do espírito de cooperação.

          E quando falo em aceitar a vida não me refiro à aceitação resignada e passiva de todas as desigualdades, malvadezas, absurdos e misérias do mundo.  Refiro-me, sim, à aceitação da luta necessária, do sofrimento que essa luta nos trará, das horas amargas a que ela forçosamente nos há de levar."  

(*) grifo nosso
_________________________________________________________________
Fonte do texto:  Olhai os Lírios do Campo,  de  Érico Veríssimo. 
5ª edição. Editora Globo  RS, 1996


.Fonte: imagens: Google imagens

Ultimatum

"Ultimatum a todos eles
E a todos que sejam como eles
Todos!
Monte de tijolos com pretensões a casa
Inútil luxo, megalomania triunfante

E tu, Brasil, blague de Pedro Álvares Cabral
Que nem te queria descobrir
Ultimatum a vós que confundis o humano com o popular
Que confundis tudo..."

Brazil mostra a tua cara, Brasil, Acorda Brasil, Amazônia e Vidas em leilão, Brasil2017, Reflexão Poesia


video
Intérprete: Maria Bethânia - "Ultimatum" - Álvaro de Campos /19'17
Créditos: Artemanha


"Mandado de despejo aos mandarins do mundo
Fora tu,
reles
esnobe
plebeu

E fora tu, imperialista das sucatas

Charlatão da sinceridade
e tu, da juba socialista, e tu, qualquer outro
Ultimatum a todos eles

E a todos que sejam como eles

Todos!
Monte de tijolos com pretensões a casa
Inútil luxo, megalomania triunfante

E tu, Brasil, blague de Pedro Álvares Cabral

Que nem te queria descobrir
Ultimatum a vós que confundis o humano com o popular
Que confundis tudo

Vós, anarquistas deveras sinceros

Socialistas a invocar a sua qualidade de trabalhadores
Para quererem deixar de trabalhar
Sim, todos vós que representais o mundo
Homens altos
Passai por baixo do meu desprezo

Passai aristocratas de tanga de ouro

Passai Frouxos
Passai radicais do pouco
Quem acredita neles?
Mandem tudo isso para casa
Descascar batatas simbólicas
Fechem-me tudo isso a chave
E deitem a chave fora
Sufoco de ter só isso a minha volta

Deixem-me respirar

Abram todas as janelas
Abram mais janelas
Do que todas as janelas que há no mundo
Nenhuma ideia grande
Nenhuma corrente política

Que soe a uma ideia grão

E o mundo quer a inteligência nova
A sensibilidade nova
O mundo tem sede de que se crie
Porque aí está apodrecer a vida
Quando muito é estrume para o futuro

O que aí está não pode durar

Porque não é nada
Eu da raça dos navegadores
Afirmo que não pode durar
Eu da raça dos descobridores
Desprezo o que seja menos
Que descobrir um novo mundo

Proclamo isso bem alto

Braços erguidos
Fitando o Atlântico
E saudando abstractamente o infinito.”
___Álvaro de Campos, em 1917
--------------------------------------
"O Tempo não pára" - Arnaldo Brandão / Cazuza
Interpretação: Cazuza
Vídeo by Youtube - créditos ao final

Fonte:imagem: Google imagens

8/24/2017

Mar A_Mar...



"Não importa o quanto essa nossa vida 
nos obriga a ser sérios. 
Todos nós procuramos alguém 
para sonhar... brincar... amar... 
e tudo o que precisamos é de uma mão para segurar 
e um coração para nos entender. "
__Miguel Falabella

Vida Golfinhos Reflexao Poesia Amor
Fonte imagem:Google imagens

8/21/2017

Cor, paixão e luz... E seus astros, seus rastros...



“As cores são ações e paixões da luz”
__Goethe
Fonte imagem:Google imagens
Hexagono Saturno Reflexão Cores Vida Paixão
Imagem: Hexágono de Saturno - fonte: Sonda Cassini da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana)

Almas juntinhas...



"O presente é tão grande...
Vamos de mãos dadas."
__Carlos Drummond de Andrade

"Andar de mãos dadas é o jeito poético 
de demonstrar almas juntinhas!"
__UmCartão

União Reflexão Poesia Mãos Laços do Amor
Fonte: Google imagens

Infinitudes...



"O que é amplo, infinito, ilimitado
Nunca deixa de existir
Sempre é presente, futuro, passado
Ainda que haja poeiras ao vento, no sentir
O que há de melhor em nós, está em nós...
Permanece abrangente e profundo no diverso
Não se dissipa o que vem do universo..."
___Valéria Milanês
Aurora Boreal Austral Luz Cor universo
Fonte  Google imagens

8/14/2017

Repetições...



"...confundimos ideias novas e informação recente.
Cada vez mais repetimos o que já fomos." 
__Mia Couto
Celeste Roberge Artes Visuais Cultura Reflexão
Foto: Sculpture Cairn by Celeste Roberge. 
Photo editing  GIF animation by George RedHawk.

8/13/2017

Naturalmente amar...


“Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor da sua pele, 
por sua origem ou sua religião. 
As pessoas têm que aprender a odiar, 
e se elas podem aprender a odiar 
também se pode ensiná-las a amar. 
O amor chega mais naturalmente 
ao coração humano que o seu contrário.”
_Nelson Mandela


Foto de Alexandre Severo (1978-2014) Da série “À Flor da Pele”, 2009
© Foto de Alexandre Severo (1978-2014)
Da série “À Flor da Pele”, 2009

Nossos "Eus" e a caminhada sobre nós mesmos...


 "Mas o que acontecerá, se descubro, porventura, 
que o menor, o mais miserável de todos, 
o mais pobre dos mendigos, 
o mais insolente dos meus caluniadores, 
o meu inimigo, reside dentro de mim, 
sou eu mesmo, e precisa da esmola da minha bondade, 
e que eu mesmo sou o inimigo que é necessário amar?”
__Carl Jung
Fonte  Google imagens

Amar e viver...



“Vivemos em um tempo de acesso a tudo, 
mas confundimos ideias novas 
e informação recente.
Amar e viver são verbos sem pretérito.
O amor está para além dessa contabilidade."
__Mia Couto
Amor Amar Viver sem pontes reflexão poesia
Fonte:  Google imagens

8/10/2017

Nos mistérios de ser, ser livre pode Ser...


"Ser livre é não ser escravo das culpas do passado
 nem das preocupações do amanhã. 
Ser livre é ter tempo para as coisas que se ama. 
É abraçar, se entregar, sonhar, 
recomeçar tudo de novo. 
É desenvolver a arte de pensar 
e proteger a emoção. 
Mas, acima de tudo, 
ser livre é ter um caso de amor 
com a própria existência e desvendar seus mistérios."    
 __Augusto Cury 

 Fonte: Google imagens
___________
***Nota do Blog:  a presente postagem não visa definir, delimitar, delinear a "liberdade ou a forma de ser livre de alguém", e sim ser mais um ponto de visão, um passo, uma vírgula, um traço de reflexão.

8/09/2017

O que há de ser... Vem do fazer.



 "O futuro não é mais o que vai acontecer, 
mas sim o que vamos fazer".
___Henri-Louis Bergson

Fonte: Google imagens

O amar e o planar...



"Os amantes das falésias devem ter asas..."
__Nietzsche

Fonte: Google imagens

Mar de Ser: antes e além...



“Cultura é o que fica 
depois de se esquecer 
tudo o que foi aprendido.” 
__André Malraux
Reflexão Poesia Mar
Fonte: Google imagens
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...